Referências bibliográficas - Magistratura
ABREU, Alcides. A magistratura no Mercosul. Florianópolis: Obra Jurídica Editora, 1996. 158 p.
ABREU, Pedro Manoel. Crise do Judiciário, globalização e o papel do juiz orgânico na sociedade brasileira. Disponível em: </cejur/doutrina/crisepoder.rtf>. Acesso em: 24 nov. 2002.
AGUILLAR, Fernando Herren. O papel do juiz e a ciência do direito. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 147-149.
ANDRIGHI, Fátima Nancy; BENETI, Sidnei Agostinho. O juiz na audiência. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1997. 68 p.
ARAÚJO, Francisco Fernandes de. A parcialidade dos juízes. Campinas: Edicamp, 2002. 136 p.
ARRUDA, Geraldo Amaral. A linguagem do juiz. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 1997. 193 p.
ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS. Propostas da AMB: Reforma do Poder Judiciário: Emenda Substitutiva Global à PEC nº 96-A, de 1992. Rio de Janeiro, 1999. 137 p.
BEDAQUE, José Roberto dos Santos. Poderes instrutórios do juiz. 3.ed. rev. atual. amp. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2001. 175 p.
BENCKE, Carlos Alberto. Poder Judiciário: comunicação e democratização. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 6, Rio de Janeiros, 1999: 38-44.
BENETI, Sidnei Agostinho. A conduta do juiz. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 1997. 264 p.
BITTAR, Eduardo C. B.. Curso de ética jurídica: ética geral e profissional. São Paulo: Saraiva, 2002. 547 p.
BITTENCOURT, Edgard de Moura. O juiz. 3. ed. Campinas: Millennium, 2002. 292 p.
BOMFIM, Benedito Calheiros. Requisito para o acesso à magistratura. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 5, Rio de Janeiros, 1998: 133-136.
BOUCHARDON, Pierre. O magistrado. Tradução de J. Pinto Loureiro. São Paulo: Livraria Acadêmica Saraiva, 1937. 138 p.
BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. 29. ed. atual. amp. São Paulo: Saraiva, 2002. 349 p.
BRASIL. Constituições Brasileiras: Império e República. São Paulo: Sugestões Literárias, 1978. 619 p.
CALAMANDREI, Piero. Eles, os juízes, vistos por um advogado. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 1995. 397 p.
CAMARGO, Luis Antônio de. Responsabilidade civil do Estado e o erro judiciário. Porto Alegre: Síntese, 1999. 130 p.
CAMOLEZ, Denise. A escolha, formação e aperfeiçoamento do juiz. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 7, Rio de Janeiros, 1999: 59-83.
CAPPELETTI, Mauro. Juízes legisladores? Tradução de Carlos Alberto Alvaro de Oliveira. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 1999. 134 p.
___________ . Acesso à justiça. Colaboração de Bryant Garth. Tradução de Ellen Gracie Northfleet. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 1988. 168 p.
___________ . Juízes irresponsáveis? Tradução de Carlos Alberto Alvaro de Oliveira. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 1989. 96 p.
CARLIN, Volnei Ivo. O juiz e sua consciência: o que é ser justo? In Jurisprudência Catarinense, V. 45, Florianópolis, p. 49-50.
_______ . Academia judicial. In Jornal O Estado, Florianópolis, p. 4, 18/04/2002.
_______ . Mestrado para juízes. In Jornal O Estado, Florianópolis, p. 4, 16/08/2001.
_______ . Deontologia jurídica: ética e justiça. Florianópolis: Obra Jurídica Editora, 1996. 180 p.
CARVALHO, Amilton Bueno de. Magistratura e direito alternativo. 6.ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2003. 137 p.
CARVALHO FILHO, Luís Francisco. Censura e juízes. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 112-116.
COUTINHO, Heliana Maria de Azevedo. O papel do juiz: agente político no Estado Democrático de Direito. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 132-146.
CRUZ, José Raimundo Gomes da. Lei Orgânica da Magistratura Nacional interpretada. 2. ed. São Paulo: Editora Juarez de Oliveira, 2002. 208 p.
DALLARI, Dalmo de Abreu. O poder político dos juízes. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 93-100.
________ . O poder dos juízes. São Paulo: Saraiva, 1996. 163 p.
DOBROWOLSKI, Silvio. A Constituição e a Escola Judicial. In Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. V. 1, Curitiba: Juruá, 1995: 243-270.
FALCÃO, Joaquim. Juízes candidatos. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 5, Rio de Janeiros, 1998: 137-143.
FARIA, José Eduardo. A crise do Poder Judiciário no Brasil. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 19-64.
FERNANDES NETO, Tycho Brahe. História do Judiciário catarinense. Florianópolis: Diploma Legal, 2000. 484 p.
FRAGALE FILHO, Roberto. Uma análise da reforma do Estado. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 6, Rio de Janeiros, 1999: 100-112.
GARAPON, Antoine. Bem julgar: ensaio sobre o ritual judiciário. Tradução de Pedro Filipe Henriques. Lisboa: Instituto Piaget, 1997. 345 p.
__________ . O guardador de promessas: justiça e democracia. Tradução de Francisco Aragão. Lisboa: Instituto Piaget, 1996. 294 p.
GOMES, Luiz Flávio. A dimensão da magistratura: no Estado Constitucional e Democrático de Direito. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1997. 266 p.
GRAU, Eros Roberto. Quem tem medo dos juízes (na democracia)? In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 101-111.
GRINOVER, Ada Pellegrini (Coord.). Participação e processo. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1988. 416 p.
GROTTERA, Luís. O Judicário ausente da mídia é um risco para a democracia. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 5, Rio de Janeiros, 1998: 114-126.
HERKENHOFF, João Baptista. Como aplicar o direito. 5. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: Forense, 1999. 179 p.
LAGASTRA NETO, Caetano. Formação profissional do Judiciário: pesquisa do núcleo de estudos da violência. In Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. V. 7, Florianópolis, 1999: 265-273.
________________ . Deontologia jurídica. In Instituto Toledo de Ensino. Revista do Instituto de Pesquisas e Estudos: Divisão Jurídica. V. 20, Bauru, 1998: 339-345.
LASPRO, Oreste Nestor de Souza. A responsabilidade civil do juiz. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000. 358 p.
LIMONGI, Celso Luiz. Aos novos juízes. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 253-261.
MACHADO, Jânio de Souza. O magistrado atual: o recrutamento, a carreira e a vocação. In Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. V. 8, Florianópolis, 2000: 131-140.
MARQUES, José Frederico. A reforma do Poder Judiciário. São Paulo: Saraiva, 1979. 463 p.
MARTINS, Jorge Henrique Schaefer. A produção do direito positivo pelas decisões judiciais. Disponível em: </cejur/doutrina/aproducaododireitopositivo.rtf>. Acesso em: 24 nov. 2002.
MARTINS, Ives Gandra (Coord.). Ética no direito e na economia. São Paulo: Pioneira: Academia Internacional de Direito e Economia, 1999. 237 p.
MARTINS, Sérgio Mazina. Ética e Judiciário: notas sobre o seminário de Campo Grande. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 252-256.
MILHOMENS, Jônatas; ALVES, Geraldo Magela. Manual do magistrado: prática, jurisprudência, formulário. Rio de Janeiro: Forense, 1999. 443 p.
MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Escola Judicial: deontologia forense. Belo Horizonte, 1979. 81 p.
MONTEIRO, Nilton de Freitas. O poder invisível: legitimidade política do aplicador do direito. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 1, São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996: 117-131.
MONTESQUIEU, Charles de Secondat, Baron de. O espírito das leis: as formas de governo: a divisão dos poderes. Tradução de Pedro Vieira Mota. São Paulo: Saraiva, 1987. 219 p.
MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo. Reformas e Poder Judiciário. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 6, Rio de Janeiros, 1999: 74-90.
NALINI, José Renato. O futuro das profissões jurídicas. São Paulo: Editora Oliveira Mendes, 1998. 175 p.
______ . Pós-modernidade e a profissão juiz. In Associação Juízes para a Democracia. Justiça & Democracia. Vol. 3, São Paulo, 1997: 73-88.
______ . A formação do juiz e seu relacionamento com as partes, servidores e a imprensa. In Conselho da Justiça Federal. Revista do Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal, n. 13, jan/abr 2001: 162-170.
______ (Coord.). Formação jurídica. 2. ed. rev. amp. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1999. 173 p.
______ . Recrutamento e preparação de juízes. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1992. 134 p.
______ . O juiz e o acesso à justiça. 2. ed. rev. atual. amp. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000. 183 p.
______ . Ética e justiça. São Paulo: Oliveira Mendes, 1998. 289 p.
______ (Coord.). Curso de deontologia da magistratura. São Paulo: Saraiva, 1992. 140 p.
NANNI, Giovanni Ettore. A responsabilidade civil do juiz. São Paulo: Max Limonad, 1999. 363 p.
NOJIRI, Sérgio. O dever de fundamentar as decisões judiciais. 2.ed. rev. atual. amp. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000. 144 p.
OLIVEIRA, Régis Fernandes de. O juiz na sociedade moderna. São Paulo: FTD, 1997. 128 p.
PASOLD, Cesar Luiz. Ética profissional para o século XXI. In Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. Revista da Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina. V. 7, Florianópolis, 1999: 255-264.
PEGORARO, Olinto A. Ética é justiça. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2000. 131 p.
PEREIRA JÚNIOR, José Torres. Judiciário e direitos humanos no século XXI. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 5, Rio de Janeiros, 1998: 24-35.
PERELMAN, Chaim. Ética e direito. Tradução de Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2000. 722 p.
PINHEIRO, José Ernanne (Organ.). Ética, justiça e direito. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1997. 309 p.
PORTANOVA, Rui. Motivações ideológicas da sentença. 4. ed. rev. amp. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2000. 168 p.
PRUDENTE, Antônio Souza. Ética e deontologia da magistratura no terceiro milênio. In Conselho da Justiça Federal. Revista do Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal, n. 12, set/dez 2000: 95-98.
RIBAS FILHO, Thiago. Juizados especiais e democracia. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 5, Rio de Janeiros, 1998: 127-132.
RIGAUX, François. A lei dos juízes. Tradução de Edmir Missio. São Paulo: Martins Fontes, 2000. 386 p.
ROSA, Eliezer. A voz da toga. Rio de Janeiro: Barrister's Editora, 1983. 87 p.
SALAZAR, Alcino. Poder Judiciário: bases para reorganização. Rio de Janeiro: Forense, 1975. 369 p.
SANTA CATARINA. Corregedoria-Geral da Justiça. Código de normas. Florianópolis, 2003.
SANTA CATARINA. Tribunal de Justiça. Atos regimentais e legislação específica. Florianópolis, 2003.
SANTA CATARINA. Tribunal de Justiça. Código de Divisão e Organização Judiciárias do Estado de Santa Catarina: Lei n. 5.624, de 09/11/1979. Florianópolis, 2002. 242 p.
SANTA CATARINA. Tribunal de Justiça. Manual de comunicação: Judiciário e imprensa. Florianópolis, 1998. 103 p.
SANTOS, Sidney Francisco Reis dos. A justiça brasileira e a modernidade inacabada. Florianópolis: OAB/SC Editora, 2000. 112 p.
SILVA, Jary C. A responsabilidade do Estado por atos judiciários e legislativos. São Paulo: Saraiva, 1985. 300 p.
SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 9. ed. São Paulo: Malheiros, 1993. 768 p.
SILVEIRA, Alipio. O papel do juiz na aplicação da lei. São Paulo: Editora Universitária de Direito, 1977. 78 p.
SIQUEIRA, Bruno Luiz Weiler. A sentença e seus requisitos legais e constitucionais. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 7, Rio de Janeiros, 1999: 203-216.
SIQUEIRA, Marcelo Sampaio. Responsabilidade do Estado: Erro judicial praticado em ação cível. Belo Horizonte: Mandamentos, 2001. 232 p.
SOUZA, Carlos Aurélio Mota de. Poderes éticos do juiz: a igualdade das partes e a repressão ao abuso no processo. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 1987. 211 p.
THEODORO JÚNIOR, Humberto. Sentença: direito processual civil ao vivo: a sentença e seus efeitos: evolução legislativa e jurisprudencial. Rio de Janeiro: Aide Editora, 1997. 280 p.
TUCCI, José Rogério Cruz e. A motivação da sentença no processo civil. São Paulo: Saraiva, 1987. 178 p.
TUCCI, Rogério Lauria. Do julgamento conforme o estado do processo. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 1988. 343 p.
TUGENDHAT, Ernst. Lições sobre ética. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2000. 430 p.
VARGAS, Jorge de Oliveira. Responsabilidade civil do Estado pela demora na prestação da tutela jurisdicional. Curitiba: Juruá, 1999. 173 p.
VIANNA, Luiz Werneck et al. A judicialização da política e das relações sociais no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 1999. 270 p.
________ et al. Corpo e alma da magistratura brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 1997. 334 p.
WARAT, Luis Alberto. O ofício do mediador. V. 1. Florianópolis: Habitus, 2001. 279 p.
_______ . Por quien cantan las sirenas. Joaçaba: UNOESC/CPGD-UFSC, 1996. 173 p.
WATANABE, Kazuo. Finalidade maior dos juizados especiais cíveis. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 7, Rio de Janeiros, 1999: 32-37.
WEBER, Max. Ciência e política: duas vocações. Tradução por Leonidas Hegenberg e Octany Silveira da Mota. São Paulo: Cultrix, 1999. 124 p.
ZVEITER, Waldemar. O controle do Poder Judiciário. In Associação dos Magistrados Brasileiros. Revista da Associação dos Magistrados Brasileiros: Cidadania e Justiça. V. 6, Rio de Janeiros, 1999: 91-99.