Gestão do Conhecimento

A partir da última revisão do Planejamento Estratégico do Poder Judiciário de Santa Catarina, vigente de 2015 a 2020, estabeleceu-se o objetivo estratégico de "Concretizar a Gestão do Conhecimento". O objetivo, inserido na perspectiva "Gestão", visa dar suporte à gestão do Judiciário por meio da aplicação de processos de Gestão do Conhecimento. A aposta em um objetivo inovador foi um desafio proposto pelos servidores e magistrados, que o definiram durante o Workshop de Revisão do Planejamento Estratégico, em 2014. O desafio está posto, pois trata-se de disciplina que ainda não possui processos de trabalho formais aplicados na Instituição. A despeito disto, muitas práticas e estudos já se desenvolvem para que a Gestão do Conhecimento concretize-se como ferramenta de gestão no Judiciário Catarinense.

Conceitos centrais para o tema são o conhecimento e a gestão do conhecimento. Seguem algumas definições.

Conhecimento:
"[...] é uma mistura fluida de experiência condensada, valores, informação contextual e insight experimentado, a qual proporciona uma estrutura para a avaliação e incorporação de novas experiências e informações. Ele tem origem e é aplicado na mente dos conhecedores. Nas organizações, ele costuma estar embutido não só em documentos ou repositórios, mas também em rotinas, processos, práticas e normas organizacionais." (DAVENPORT e PRUSAK, 2003)

Gestão do conhecimento:
"Estratégias e processos destinados a identificar, capturar, estruturar, valorizar, alavancar e compartilhar ativos intelectuais de uma organização para melhorar seu desempenho e competitividade. Baseia-se em duas atividades críticas: (1) captura e documentação do conhecimento individual explícito e tácito, e (2) a sua disseminação dentro da organização." (WEBFINANCE, INC., 2015)
"[...] é a coordenação deliberada e sistemática de pessoas, tecnologia, processos e estrutura de uma organização, a fim de agregar valor por meio da reutilização e da inovação. Isto é obtido pela promoção da criação, do compartilhamento e da aplicação do conhecimento, bem como pela alimentação de valiosas lições aprendidas e melhores práticas na memória corporativa a fim de promover a aprendizagem organizacional continuada." (DALKIR, 2011, p. 469)

Este espaço será utilizado para fomentar o crescimento dessa disciplina. Sinta-se à vontade para colaborar com críticas e sugestões.


Referências

DALKIR, K. Knowledge Management in Theory and Practice. 2. ed. Massachusetts: MIT Press, 2011.
DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. 14. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. 243 p.
WEBFINANCE, INC. Knowledge Management. Business Dictionary, 2015. Disponivel em: <http://www.businessdictionary.com/definition/knowledge-management.html>. Acesso em: 11 fev. 2015.