Voltar

Alunos da banda de percussão da PM são beneficiados com recursos das penas pecuniárias

Para muitos, foi a primeira visita a um estádio de futebol. De longe era possível perceber o grupo uniformizado. Era a Banda de Percussão Tropeiros da Ponte. O projeto é desenvolvido pela Polícia Militar de Ponte Serrada, no oeste. O uniforme foi adquirido em parceria com o Poder Judiciário da comarca por meio de projeto beneficiado com verbas oriundas do pagamento de penas pecuniárias.

Os 59 alunos viajaram acompanhados por 25 pais e colaboradores e assistiram recentemente à partida entre Chapecoense e Vasco, válida pela Série A do Campeonato Brasileiro, na Arena Condá, em Chapecó. Com idade entre sete e 18 anos, o grupo se destacava por ter levado os instrumentos. Durante todo o jogo, a banda deu um ritmo diferente com as marchinhas executadas. A diretoria do clube doou os ingressos às crianças.

O Poder Judiciário de Ponte Serrada e a Polícia Militar da comarca possuem parceria consolidada há anos. O sargento Moacir Acunha, responsável pelo projeto da Banda de Percussão, lembra que através do repasse de valores do Fundo de Transações Penais a guarnição pode adquirir armamentos e equipamentos para auxiliar no trabalho diário. "O Poder Judiciário é nosso grande parceiro em ações sociais e melhorias do policiamento, o que resulta em mais segurança para nossa cidade", avalia Acunha. O batalhão aguarda a avaliação de dois projetos que preveem a compra de um fuzil e a construção de uma minicidade para educação de crianças para o trânsito.

Imagens: PM Ponte Serrada
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.