Voltar

Casa da Revista de Campos Novos é construída com recursos oriundos de transação penal

Está concluída a construção da Casa da Revista da Unidade Prisional Avançada (UPA) de Campos Novos. Para a edificação do prédio, a Justiça local destinou R$ 104,9 mil, decorrentes de transação penal e penas restritivas de direitos. Na mesma decisão, de fevereiro deste ano, o juiz Eduardo Bonnassis Burg também deferiu o pedido de R$ 24 mil para instalação de nova cobertura da área de banho de sol. A construção durou cerca de dois meses. O trabalho contou com a mão de obra de seis detentos. Além dos apenados da UPA de Campos Novos, outros três foram cedidos pela Penitenciária de Curitibanos, que remunerou todos eles.

O novo espaço está pronto para o funcionamento. Na parte externa tem banheiro e área de espera coberta, com rampa de acesso. A sala de revista é equipada com armário para os visitantes guardarem objetos não permitidos no interior da unidade. O local tem uma sala destinada à instalação de scanner corporal e portal detector de metal. Os equipamentos já existiam na UPA e, em breve, os agentes deverão ser treinados para operá-los.

Ainda há uma sala para as pessoas aguardarem depois de passar pelo scanner, e sala de monitoramento e controle dos agentes, com porta eletrônica. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tem espaço para pesquisas. O banheiro interno é destinado a quem trabalha na unidade. A obra irá beneficiar visitantes de presos, advogados, oficiais de justiça e servidores da própria UPA. A Prefeitura de Campos Novos auxiliou com cargas de terra e pó de asfalto para a frente da unidade. Na oportunidade também foi realizada a troca do telhado do pátio de banho de sol dos detentos.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.