null Conselheiros do Fundo de Reaparelhamento da Justiça aprovam prestação de contas

O Conselho do Fundo de Reaparelhamento da Justiça (FRJ) se reuniu, presencialmente, na tarde desta terça-feira (20/07). Em pauta, a aprovação da prestação de contas de 2020 e do primeiro semestre deste ano. Também esteve em discussão a aprovação da proposta orçamentária para 2022, apresentada pelo assessor técnico da Diretoria de Orçamento e Finanças (DOF) do TJ, Gabriel Langie Pereira. Foram debatidos ainda os benefícios que o módulo de gestão de receitas do ERP (Enterprise Resource Planning) trouxe para o sistema de arrecadação e devolução de valores na assessoria do FRJ, com destaques e elogios à equipe do projeto, especialmente ao assessor Alex Odevar Cea.

O representante da OAB/SC, Adriano Zanotto, manifestou contentamento com as melhorias realizadas para o pagamento de honorários aos advogados dativos. Ele lembrou que sugeriu a destinação de parte do FRJ a essa finalidade quando era o procurador-geral do Estado.

Também participaram da reunião o desembargador Carlos Alberto Civinski, presidente do FRJ, e a procuradora de Justiça Gladys Afonso, representante do Ministério Público, além dos servidores da DOF e da Diretoria-Geral Administrativa (DGA). Na oportunidade, os conselheiros prestaram homenagem ao desembargador Paulo Ricardo Bruschi, falecido recentemente – ele ocupava o posto de vice-presidente do FRJ.

O Fundo de Reaparelhamento da Justiça tem por objetivo o fortalecimento de recursos financeiros para o reequipamento físico e tecnológico do Poder Judiciário, Ministério Público, unidades prisionais e estabelecimentos destinados a atendimento da política de proteção aos direitos da criança e do adolescente.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.