Voltar

Desembargadores do Grupo de Câmaras de Direito Criminal conhecem funcionalidades do eproc

Desembargadores do Grupo de Câmaras de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) participaram na tarde desta terça-feira (3/8) de uma apresentação inicial voltada à implantação do sistema eproc. Como os processos de competência criminal passarão a usar o novo sistema a partir de 7 de outubro no 1º grau, os recursos desses processos também serão protocolados com a ferramenta eproc após o período.

Assim, os desembargadores tiveram a oportunidade de já se familiarizar com o modelo. Uma capacitação ainda será promovida com os desembargadores no próximo dia 27 de setembro - as assessorias já receberam capacitação. Durante a exposição desta terça, técnicos do tribunal apresentaram ferramentas e destacaram os avanços possíveis a partir do eproc. Além de poder ser acessado por qualquer dispositivo via web, o novo sistema é mais intuitivo, privilegia a área fim e proporciona a assinatura das decisões de forma mais rápida, entre outros benefícios.

Hoje, segundo o presidente Rodrigo Collaço, o primeiro grau do Judiciário catarinense já conta com 145 mil processos em tramitação pelo eproc. "A experiência tem sido muito exitosa. Velocidade, possibilidade de acesso pelo celular, assinatura à distância, tudo isto têm trazido ganhos muito importantes", destacou.

Na oportunidade, o juiz auxiliar da presidência Laudenir Fernando Petroncini também esclareceu dúvidas levantadas pelos desembargadores presentes. Exemplos práticos foram compartilhados com os magistrados em um telão. O sistema, cedido por meio de um acordo de cooperação técnica entre o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e o TJSC em 16 de maio de 2018, já chegou às 111 comarcas do Estado.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.