null Juiz de SC é aprovado em mestrado sobre critérios de julgamento por atos de má-fé processual

Na noite desta quinta-feira (19/8), mais um membro do Poder Judiciário de Santa Catarina angariou o título de mestre em Direito. O juiz Eduardo Passold Reis, atualmente na 1ª Vara Criminal de Blumenau, apresentou em banca seu trabalho, com o título: "Critérios de julgamento por atos de má-fé processual: estudo de caso a partir de julgador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina". O trabalho de mestrado foi aprovado com distinção, louvor e recomendação para publicação pelos membros da banca.

A banca examinadora foi composta pelos professores: doutor Eduardo de Avelar Lamy (UFSC), doutor Camilo Zufelato (USP), doutor Pedro Manoel Abreu (UFSC) e doutor Romano José Enzweiler (Univali). 

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina, com participação da Academia Judicial, mantém convênio com o Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGD/UFSC) para oferta do Curso de Mestrado Profissional em Direito a magistrados e servidores, e com vagas abertas também a membros da comunidade jurídica. 

O diretor-executivo da Academia Judicial, desembargador Paulo Henrique Moritz Martins da Silva, esteve presente à sessão e cumprimentou a UFSC pelas iniciativas conjuntas com o Poder Judiciário, oportunidade em que exaltou a parceria com resultados importantes para a Justiça catarinense. 

Também prestigiaram a sessão o presidente da Associação de Magistrados Catarinenses (AMC), juiz Marcelo Pizolati, e o diretor-geral da Escola Superior da Magistratura de Santa Catarina (Esmesc), juiz Maximiliano Losso Bunn, além do professor da UFSC e da Esmesc doutor Guilherme Lima Reinig. 

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.