Voltar

Novos magistrados do Poder Judiciário de Santa Catarina começam curso de formação

Os 32 novos magistrados do Poder Judiciário de Santa Catarina começaram nesta quinta-feira (16) o Curso Oficial de Formação Inicial para juízes substitutos na Academia Judicial. Serão três meses de atividades teóricas e práticas com juízes de Direito e desembargadores, além de membros da Escola Nacional de Formação de Magistrados (ENFMA). Para o diretor-executivo da Academia Judicial, desembargador Luiz Cézar Medeiros, o objetivo da formação é de agregar conhecimento à base teórica dos novos magistrados às atividades diárias. O curso será realizado de segunda a sexta-feira, sempre das 8h às 18h.

A abertura do curso contou com a presença do presidente eleito do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), desembargador Ricardo Roesler (2020/2022), que deu as boas-vindas aos novos juízes. "Todos nós já tivemos este momento e sentimos a mesma emoção, motivação e pegada que percebo em cada um de vocês. Um grupo muito determinado e unido. Vocês podem ter certeza que estão participando de um tribunal de vanguarda e todos terão muito orgulho em exercer a judicatura no Poder Judiciário de Santa Catarina. E eu senti esse brilho nos olhos em cada um de vocês para atuar de uma maneira correta, sensata e inteligente, porque conhecimento todos têm de sobra", destacou o presidente eleito.

A aula inaugural ficou a cargo do juiz de Direito Márcio Schiefler Fontes, que é ex-conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com o tema: "Judiciário: passado, presente e futuro". O curso também prevê visitas ao Ministério Público, unidades policiais, sistema prisional, casas de acolhimento e outras instituições que mantém contato com o Judiciário.

Natural de Correntina (BA), a juíza substituta Jéssica Évelyn Campos Figueiredo Neves morou os últimos 12 anos em Brasília (DF) e, agora, está pronta para conhecer Santa Catarina. "É uma alegria muito grande realizar um sonho e saber que apesar de ter muitos desafios pela frente encontramos no Tribunal um apoio e um amparo até com esse curso de formação com um período considerável e, por isso, estou bem esperançosa", disse a nova magistrada.

Para a juíza substituta Mariana Medeiros Lens, de Porto Alegre (RS), o momento é de focar na carreira. "Tenho muitas expectativas, mas o momento também é de transformações e mudanças para quem não é aqui do Estado. O objetivo é começar com o pé direito e desenvolver a profissão com os colegas".

A solenidade também contou com as presenças do corregedor-geral do foro extrajudicial, desembargador Roberto Lucas Pacheco; da corregedora-geral da justiça eleita, desembargadora Soraya Nunes Lins; do 1º vice-presidente eleito do TJSC, desembargador João Henrique Blasi; da presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), juíza Jussara Schittler dos Santos Wandscheer; do próximo diretor-executivo da Academia Judicial, desembargador Paulo Henrique Moritz Martins da Silva; e do secretário-geral adjunto da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), juiz Fernando Cury.

Imagens: Divulgação/Academia Judicial
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.