Voltar

Oeste e Extremo Oeste conhecem metodologia que reduz tempo de tramitação das ações

O juiz-corregedor Orlando Luiz Zanon Júnior, do Núcleo II da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), esteve nesta semana na comarca de Chapecó para apresentar a metodologia de gestão de lançamento de decisões por triagem complexa.

Estiveram presentes magistrados, assessores jurídicos e chefes de cartórios das mais diversas comarcas do Oeste e Extremo Oeste. A metodologia consiste em técnicas que diminuem o tempo de tramitação dos processos. Esta foi a última apresentação realizada no Estado, que contemplou todas as regiões.

Em pouco menos de uma hora, o magistrado explicou sobre o método, que é opcional para as unidades judiciárias e pode ser utilizado tanto para processos do sistema e-SAJ quanto do eproc. A técnica consiste em criar um fluxo específico para as demandas de baixa complexidade, que representam entre 60% e 80% dos casos, através da aplicação de modelos, a fim de acelerá-las e gerar mais tempo hábil para as demandas de alta complexidade.

"O trabalho das unidades torna-se mais produtivo e, consequentemente, mais célere. Além de garantir a qualidade porque as técnicas sugeridas reduzem a taxa de erros", avalia o magistrado. Durante esta semana, a equipe permanece na região para aplicar o método nas comarcas de São Carlos, Coronel Freitas e Itá.

As demais interessadas em receber apoio técnico para a implantação da metodologia, regulamentada pela Portaria n. 56/2018, devem entrar em contato com o Núcleo II do órgão correcional. As orientações também estão disponíveis no site do TJSC. Até o momento foram visitadas 60 unidades judiciárias para aplicação do método, mas o número de unidades que já utilizam o sistema de gestão por triagem complexa passa de 100.

Imagens: Divulgação/Comarca de Chapecó
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.