Voltar

Representantes de instituição bancária conhecem trabalho realizado pelo Numopede

O Núcleo de Monitoramento de Perfil de Demandas e Estatística (Numopede) do Tribunal de Justiça de Santa Catarina recebeu a visita, no último dia 22/08, dos dirigentes do Setor Jurídico do Banco PAN S/A. Na oportunidade, foi entregue documento com a síntese das práticas do Jurídico Contencioso da instituição, além de projetos e investigações desenvolvidas, incluindo números relativos à evolução de demandas movidas em face do banco na região.

O Núcleo, criado pelo Provimento n. 14/2018, tem a tarefa de instrumentalizar a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) do TJSC com dados estatísticos sobre os processos em trâmite no Judiciário catarinense, notadamente os que permitam tomada de decisões com relação a ações de massa. Através desta ferramenta, é possível planejar estratégias tendentes à otimização do gerenciamento do estoque de processos e de novas entradas, assim como aquelas voltadas a impedir ou eliminar o eventual uso predatório da jurisdição.

Na oportunidade em que recebeu os dados de Alexandre Ciotti, representante do banco, o juiz-corregedor Orlando Luiz Zanon Junior, Coordenador do Numopede, também informou que o Núcleo tem realizado investigação numérica, quando provocado e também de ofício.

O Numopede utiliza a ferramenta da Business Intelligence, adquirida pelo Poder Judiciário, que auxilia os trabalhos no setor. Conta com uma equipe composta por dois analistas de sistemas, uma analista jurídica e um técnico judiciário. Através do Núcleo, já foram constatadas várias suspeitas de prática de uso predatório da jurisdição, ante a verificação de atipicidades numéricas no âmbito do primeiro grau de jurisdição, com a publicação de vários comunicados na intranet do Portal CGJ/SC.

Na visita, o coordenador colocou o Núcleo à disposição do PAN, para a realização de pesquisas de eventuais atipicidades, quando apontadas. A Corregedoria-Geral da Justiça possui Central de Atendimento no Portal da CGJ/SC, para ingresso controlado e padronizado das demandas, incluindo os requerimentos relativos ao Numopede.

O Jurídico do Banco PAN foi a primeira instituição financeira a visitar o Numopede do TJSC. A pedido do banco, sem objeção do Núcleo, poderá dar publicidade à FEBRABAN e à ABBC, indicando a Central de Atendimento da CGJ/SC e munido de dados consistentes e voltados a sua atribuição.¿

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.