Voltar

Videoaudiências reduzem demanda reprimida no Juizado Especial Criminal de Camboriú

A Vara Criminal da comarca de Camboriú fez uso de recurso tecnológico nas últimas duas semanas para reduzir o número de audiências de conciliação e transação penal represadas, por conta da pandemia de Covid-19, no Juizado Especial Criminal. Durante o "mutirão", 53 videoaudiências foram realizadas pelos conciliadores da unidade. Todas elas foram feitas através do sistema de videoconferência, que se mostrou eficaz na continuidade do serviço jurisdicional.

A juíza Naiara Brancher, titular da Vara Criminal da comarca de Camboriú, ressalta que 83 audiências estavam represadas desde o início do home office iniciado como forma de prevenção ao novo coronavírus - em março deste ano -, mas que de forma on-line foi possível dar prosseguimento à maioria dos atos, o que eliminou aproximadamente 64% da demanda reprimida.

A equipe fez contato com a OAB de Camboriú, que elaborou uma lista de advogados que ficaram de plantão no dia das audiências para que pudessem acompanhar virtualmente os atos, que ocorreram de segunda a sexta. Todas as intimações das 53 audiências ocorreram por contato telefônico ou por mensagens de WhatsApp, pelo cartório da unidade. Apenas 30 audiências não puderam ser realizadas, pois a intimação das partes não foi possível pelos meios alternativos.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.