Dicas de gestão
null Como inovar no setor público?

As rápidas mudanças sociais, políticas e econômicas que marcam o atual cenário mundial têm provocado importantes transformações e aumentam a responsabilidade do Estado em relação ao atendimento das demandas sociais. Nesse contexto, o principal desafio enfrentado pelo setor público consiste na prestação de serviços de qualidade com recursos escassos e capacidade operacional limitada.

Diante da necessidade de fazer mais com menos, destaca-se a importância da inovação na gestão pública. Ações inovadoras podem contribuir para aumentar a agilidade na resolução de problemas e a capacidade de resposta às necessidades da sociedade.

O processo de inovação exige a utilização dos recursos disponíveis (humanos, tecnológicos ou financeiros) de forma criativa, com base em técnicas voltadas para a concepção, desenvolvimento e implementação de novas ideias.

No entanto, para inovar não basta apenas ter criatividade. São necessárias condições organizacionais que estimulem o desenvolvimento desta competência, ou seja, atitudes que facilitem a expressão da criatividade e o seu aproveitamento (SOARES, 2014). São exemplos de fatores que contribuem para um ambiente criativo: a definição clara de responsabilidades, autonomia, controles menos rígidos, processos gerenciais mais amplos, comunicação livre, e oportunidades de influenciar decisões importantes sobre o próprio trabalho.

Vale destacar que estas condições favoráveis e o gerenciamento dos recursos apenas tornam a inovação possível. Para que ela aconteça de fato é necessário, ainda, que os colaboradores estejam motivados e envolvidos, bem como cientes e apropriados do propósito da atividade desenvolvida (HILL E AMABILE, 1993). Além disso, devem perceber ou antever necessidades e serem estimulados para atuar como agentes da mudança. Pela complexidade de todos estes fatores, a implementação de uma cultura de inovação no setor público tende a acontecer de maneira gradual.

As organizações públicas têm dedicado especial atenção à evolução em diversas áreas de gestão, dentre elas: a de pessoas, do conhecimento, de processos de trabalho e de projetos. Nestes avanços é comum surgirem barreiras, sejam elas normativas, culturais, interorganizacionais, de recursos, dentre outras, que dificultam o sucesso da implementação de ações inovadoras.

Essas dificuldades tendem a se potencializar na ausência de gestores engajados e dispostos a fomentar um ambiente propício a mudanças, tornando o papel do líder ainda mais importante.  É por meio de sua habilidade política e de comunicação (entre setores, colaboradores e instituições) que se torna possível mostrar os benefícios de iniciativas inovadoras, sejam elas estratégicas, metodológicas ou tecnológicas, facilitando sua aprovação e implantação.

Em suma, criar condições para que a inovação possa auxiliar organizações e equipes a enfrentar os variados desafios da atualidade é uma necessidade que se impõe aos gestores diante da missão de oferecer à população cada vez mais e melhores serviços públicos.

Elaboração
Diretoria de Gestão de Pessoas
Divisão de Desenvolvimento de Pessoas
E-mail: dgp.ddp@tjsc.jus.br
 
Referências
Hill, K.G. & Amabile, T.M. A social psychological perspective on creativity: intrinsic motivation and creativity in the classroom and workplace. Em S.G. Isaksen, M.G. Murdock, R.L. Firestein &. D. Treffinger (Orgs.), Understanding and recognizing creativity: the emergence of a discipline (pp. 400-432). Norwood, NJ: Ablex, 1993.
KOCH, P.; HAUKNES, J. Innovation in the public sector ¿ On innovation in the public sector. Oslo: Nifu Step, 2005. (Publin Report, n. D20).
MOORE, M. H.; SPARROW, M.; SPELMAN, W. Innovation in policing: from production line to jobs shops. In: ALTCHULER, A.; BEHN, R. (Eds.). Innovation in American government. Washington: Brookings Institution, 1997.
MULGAN, G. Ready or not? Taking innovation in the public sector seriously. Londres: NESTA, abr. 2007. (Provocation, n. 03)
MULGAN, G.; ALBURY, D. Innovations in the public sector. Londres: [s.n.], out. 2003.
NEWMAN, J.; RAINE, J.; SKELCHER, C. Developments: transforming local government ¿ innovation and modernization. Public Money & Management, v. 21, n. 2, p. 61-68, 2001.
SOARES. Alessandra do Valle Abrahão. INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO: Obstáculos e alternativas. 2014. Disponível em <http://www.administradores.com.br/producao-academica/inovacao-no-setor-publico-obstaculos-e-alternativas/2395/>. Acesso em 03 de março de 2021.
SPINK, P. K. Inovação na perspectiva dos inovadores: a experiência do Programa Gestão Pública e Cidadania. Cadernos EBAPE.BR - Volume I ¿ Número 2 ¿ Dezembro 2003.Disponível em <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/search/results>. Acesso em 27 fev 2021.
Inovação no setor público. Disponível em: <https://www.digix.com.br/inovacao-no-setor-publico/> Acesso em 25 fev 2021.
Os caminhos para a inovação no setor público. Disponível em: