Dicas de português
Voltar

Qual a regência verbal de "responder"?

Há muitos casos conhecidos por sua regência verbal especial e, por esse motivo, outros, não tão amplamente discutidos, acabam passando despercebidos. O verbo responder enquadra-se nessa situação.

A resposta correta para o título dessa dica é: depende. Isso ocorre porque o significado dele influencia a regência. O verbo responder pode ser classificado como intransitivo (que não necessita de complemento), transitivo indireto (complementado por objeto indireto) e transitivo direto (complementado por objeto direto).

Para esclarecer tamanha confusão, seguem as dicas abaixo:

  1. Único complemento: havendo apenas um complemento, o verbo é classificado como transitivo indireto. Por mais que na linguagem coloquial seja usado sem a preposição "a", o uso gramatical correto requer o uso:
    Exemplo:

    Respondeu ao professor.
    Respondeu à mãe.
    Respondeu aos familiares.
    Respondeu às amigas.
    Respondeu à pergunta.
    Respondeu às questões.
    Respondeu ao pedido.
    Respondeu aos exercícios.

  1. Relação com objeto e pessoa: quando o verbo possuir dois complementos e um se referir à pessoa e outro ao objeto, a regência do elemento quanto à pessoa será indireta e, quanto ao objeto, será direta.
    Exemplos:
    Se ele soubesse a resposta, prontamente responderia o questionamento à professora.
    João respondeu-lhe as dúvidas.
     
  2. Sentido clássico de dar resposta: verbo transitivo
    a) Objeto direto: para transmitir a resposta
    Exemplo: Respondeu todos os meus questionamentos.
    b) Objeto indireto: em relação à pergunta
    Exemplo: Deve-se responder à carta para participar do sorteio.
     
  3. Repetir o som, a voz: verbo intransitivo
    Exemplos:
    Após a condenação, o réu chorava e sua mãe respondia.
    No começo da manhã o galo cantava pontualmente e os cachorros da vizinhança respondiam.
  1. Sentido de replicar: verbo transitivo indireto
    Exemplo: O escritor respondeu às duras críticas publicadas nas redes sociais em forma de vídeo.
  1. Sentido de responsabilizar-se: verbo transitivo indireto (preposição por)
    Exemplos:
    O magistrado responde pela 1ª Vara Criminal da comarca da Capital.
    Responderá pelos seus atos na forma da lei.

Por mais que os esclarecimentos possam ajudar, a situação especial do verbo responder parece caminhar a um futuro no qual será opcional o uso da preposição, como é o caso do verbo "atender". Está correto tanto "atender o pedido", quanto "atender ao pedido". Trata-se, pois, de uma faculdade. O "Dicionário de Verbos e Regimes" de Francisco Fernandes revela preferência pela regência clássica, mas afirma que o importante gramático Carlos Góis (1881-1934) considerava opcional escrever "responder a carta" ou "responder à carta". Ressalta-se que, atualmente, não se trata de opção, é necessário analisar cada situação e classificar a transitividade verbal.
 

Autora: Carolina Gaubert

Referências:
https://www.portugues.com.br/gramatica/regencia-verbo-responder.html
https://veja.abril.com.br/blog/sobre-palavras/responder-a-pergunta-ou-responder-a-pergunta/
https://www.conjugacao.com.br/regencia-do-verbo-responder/