Acompanhamento semestral

O que é

O Formulário de Acompanhamento semestral é uma ferramenta de gestão de grande importância e necessária para o gestor e o servidor em Teletrabalho, tendo como objetivo acompanhar as informações referentes ao cumprimento mensal da meta de produtividade estabelecida no Plano de Trabalho, a análise e validação das informações pelo gestor e para garantir a observância dos três pilares que norteiam o Programa do Teletrabalho no PJSC:

Incremento da Produtividade

Aumento da Qualidade do Trabalho

Melhoria da Qualidade de Vida do Servidor

Periodicidade

A Resolução TJ n. 6, de 19 de fevereiro de 2020, alterou a periodicidade da prestação das informações do Formulário de Acompanhamento, para semestral, e deverá ser apresentado à Diretoria de Gestão de Pessoas nos meses de julho e janeiro pelo gestor da unidade, mediante a validação das informações prestadas no Formulário pelo servidor em teletrabalho.

Formulário de Acompanhamento Semestral

O Formulário, quanto ao seu preenchimento, deverá ser realizado em duas etapas:

1ª etapa - Visão do Servidor em Teletrabalho:  consiste no lançamento mensal dos dados em um único formulário pelo servidor em teletrabalho, podendo servir como prestação de contas mensal a critério do gestor/chefe imediato.

Esclarecemos que o servidor deve apresentar os resultados parciais e finais da meta de produtividade (art. 42, VII, da Res. TJ n. 22/2018), devendo preencher mensalmente o formulário.

Atenção! A Res. TJ n. 17/2020 condicionou a prorrogação automática do teletrabalho à ausência de pendência quanto à apresentação dos resultados parciais e finais da meta de produtividade mensal estabelecida pelo servidor em Teletrabalho, por meio do preenchimento do formulário de acompanhamento semestral.

2ª etapa - Visão do Gestor: consiste na análise dos dados lançados mensalmente pelo servidor em teletrabalho e da validação pelo gestor da unidade após os 6 meses ou a partir da data de ingresso do servidor no Teletrabalho para análise da DGP.

O período de validação pelo gestor é nos meses de julho e janeiro, porém diante do grande lapso temporal é aconselhável que o gestor/chefe imediato faça o monitoramento mensal (art. 41, II,da Res. TJ n. 22/2018), a fim de que avalie em tempo hábil a necessidade de ajuste de meta ou autorização de compensação no mês seguinte

Como utilizar o formulário de Acompanhamento?

As orientações para preenchimento do formulário podem ser acessadas no:

Pontos importantes

  • Afastamento legal (férias, LP, LTS, folga eleitoral, etc.) não é justificativa para o não cumprimento da meta, pois a meta é diária, ou seja, descontam-se os dias de afastamento no cálculo dos dias úteis efetivamente trabalhados;
  • Providenciar o requerimento das suspensões temporárias que não foram formalizadas para a DGP, evitando assim divergência no cálculo da produtividade com os dias úteis efetivamente trabalhados; 
  • Utilizar o mesmo relatório de extração de dados de produtividade quando do estabelecimento da meta diária para aferir o seu cumprimento. Por exemplo, no eproc para extrair os dados de minutas existem dois caminhos:  Minutas-Estatística e Minutas- Área de Trabalho. Deve-se esclarecer com o gestor/chefe imediato qual foi o relatório utilizado para acompanhar o cumprimento da meta de produtividade, a fim de evitar divergências;
  • Caso tenha ocorrido alteração formal da meta no meio do mês, deve-se preencher com a meta mais benéfica para o servidor em Teletrabalho no Formulário de Acompanhamento. Ex.: a meta diária estabelecida anteriormente eram 20 documentos e foi alterada para 100 movimentações/documentos, em 15 de maio. Qual valor deve ser preenchido no mês de maio no formulário? R: 20. Somente a partir de junho deve ser preenchido o valor de 100;
  • As servidoras em licença-maternidade poderão entregar o formulário de acompanhamento 20 dias após findar o prazo da licença. O mesmo procedimento para os servidores que estejam afastados por longo período de LTS. 

Mais informações

Equipe do Trabalho Não Presencial
Seção de Análise de Cargos
Divisão de Gestão de Cargos
Diretoria de Gestão de Pessoas
E-mail: dgp.teletrabalho@tjsc.jus.br
Telefones: (48) 3287-7406, 3287-7430, 3287-7464, 3287-7465, 3287-7466 e 3287-7588
WhatsApp Business: 3287-7464