Orientações ao servidor em teletrabalho

São deveres do servidor em teletrabalho (art. 42. da Res. TJ n. 22/2018):

  • cumprir a meta de produtividade estabelecida, com a qualidade exigida pela chefia imediata e pelo gestor da unidade;
  • ajustar com a chefia imediata e o gestor da unidade a periodicidade da presença na unidade, de acordo com o estabelecido no inciso IV do art. 22 desta resolução;
  • atender às convocações para comparecimento às dependências do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina quando houver fato superveniente ao ingresso no teletrabalho que justifique o realinhamento de atividades ou a instrução acerca de alteração ou criação de rotina de trabalho;
  • manter contatos institucionais e pessoais permanentemente atualizados e ativos nos dias úteis;
  • consultar diariamente sua caixa de correio eletrônico institucional;
  • manter a chefia imediata e o gestor da unidade informados acerca da evolução do trabalho e de eventuais dificuldades, ocorrências ou dúvidas que possam atrasar ou prejudicar o cumprimento da meta de produtividade;
  • apresentar à chefia imediata e ao gestor da unidade, na periodicidade ajustada, os resultados parciais e finais da meta de produtividade mensal estabelecida, e consultar sobre orientações e informações de modo a proporcionar o acompanhamento dos trabalhos;
  • assinar termo de recebimento e responsabilidade de processos e documentos que retirar das dependências da unidade e devolvê-los íntegros ao término do trabalho ou quando solicitado pela chefia imediata ou gestor da unidade;
  • preservar o sigilo dos dados acessados de forma remota e dos contidos nos processos e demais documentos, observando as normas internas de segurança da informação e da comunicação, sob pena de responsabilidade nos termos da legislação aplicável;
  • manter atualizados os sistemas institucionais instalados nos equipamentos de trabalho;
  • atender, nos prazos estipulados, as solicitações da chefia imediata, do gestor da unidade e da Diretoria de Gestão de Pessoas;
  • comparecer à unidade quando convocado para participar de reuniões de trabalho;
  • participar das atividades de orientação, capacitação e acompanhamento ao teletrabalho sempre que determinado pela Administração; 
  • priorizar as atividades urgentes indicadas pela chefia imediata ou pelo gestor da unidade; e
  • manter a chefia imediata e o gestor da unidade informados da realização de suas atividades fora da sede funcional (acrescentado pela Res. TJ 6/2020).
Mais informações

Equipe do Teletrabalho
Seção de Análise de Cargos
Divisão de Gestão de Cargos
Diretoria de Gestão de Pessoas
E-mail: dgp.teletrabalho@tjsc.jus.br
Telefones: (48) 3287-7430, 3287-7588 e 3287-7406