null Cejusc de Barra Velha registra seu primeiro acordo obtido por videoconferência

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da comarca de Barra Velha, com o uso da ferramenta da videoconferência, conseguiu encerrar conflito familiar que há muito tempo se arrastava entre as partes.

Uma mãe procurou pelos serviços do Cejusc para dirimir a questão - fixação dos alimentos -, uma vez que o pai há muito tempo não mantinha contato com sua prole, tampouco promovia o pagamento dos alimentos devidos. Em tentativas anteriores ela nunca obteve êxito, pois o pai, residente no interior do Paraná, nunca fora localizado para citação e a única forma de contato que a ex-mulher possuía era pelo celular.

No Cejusc, porém, com o uso da ferramenta, o homem foi localizado e o ato ocorreu - os servidores do setor mantiveram contato pelo WhatsApp e agendaram a audiência. O pai, no uso de seu celular, em sua residência na divisa do Brasil com o Paraguai, participou ativamente como se estivesse presente - considerando a qualidade de áudio e vídeo -  e, ao final, todas as questões foram resolvidas satisfatoriamente.

Para Patrícia dos Santos Magnus, mediadora judicial, a videoconferência representa um grande avanço, pois muitas audiências em que as partes não compareciam devido à distância podem, agora, ser realizadas com ajuda da nova tecnologia. Devido à grande procura, acrescentou Patrícia, várias audiências no local são designadas para realização através da videoconferência.

Imagens: Divulgação/Comarca de Barra Velha
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.