Voltar

Magistrada de Itajaí é aprovada com distinção e louvor em doutorado da Univali

A juíza Sônia Maria Mazzetto Moroso Terres, titular da Vara da Fazenda Pública, Execuções Fiscais, Acidentes de Trabalho e Registros Públicos da comarca de Itajaí foi aprovada com distinção e louvor na última quarta-feira (18/9) após apresentação de tese de doutorado na Universidade do Vale do Itajaí (Univali). 

Por unanimidade a banca resolveu atribuir a tese da magistrada a nota máxima (10), algo raro no curso, segundo o presidente da banca examinadora, o professor e orientador Dr. César Luiz Pasold. A banca foi formada ainda pela professora Dra. Denise Hammerschmidt, da Universidade Norte Pioneiro (UENP), pelo professor Dr. José Isaac Pilati, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), membros externos; e pela professora Dra. Maria Cláudia Antunes de Souza e o professor Dr. Zenildo Bodnar (que acompanhou a apresentação via Skype), ambos da Univali. "Eu só tenho a agradecer esse momento, estou emocionada porque eu vim fazer o doutorado já com a tese na mente. Eu busquei no doutorado uma sustentação cientifica para a minha batalha, essa bandeira que levantei antes e vou retomar", afirmou a juíza Sônia logo após a apresentação na Univali em Itajaí.

A tese de doutorado intitulada "Justiça, Direito de Todos: A Vítima de Crime e a Dignidade Humana" é uma proposta de adoção de um novo paradigma inclusivo da vítima de crime na persecução criminal no Estado brasileiro, com vistas à elevação dos direitos dessa categoria ao status de direitos fundamentais. 

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.