Voltar

Quatro dos desembargadores do TJSC sorteados têm origem na magistratura e um no MP

Cinco desembargadores do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) foram sorteados nesta quarta-feira (23/9) para integrar o tribunal especial de julgamento que deliberará sobre o pedido de processo de impeachment movido contra o governador Carlos Moisés da Silva e a vice Daniela Reinehr. Dos cinco sorteados, apenas um não começou a carreira na magistratura. Para conhecer um pouco mais da trajetória de cada desembargador sorteado, confira os currículos dos magistrados do Judiciário catarinense.

Currículos


Desembargadora Cláudia Lambert de Faria - Natural de Florianópolis. Ingressou na magistratura catarinense em 1991, assumindo o cargo de juíza substituta na comarca de Lages. Como juíza de direito, passou por diversas comarcas do interior, entre elas Quilombo, São Lourenço do Oeste, Campos Novos, Lages, Blumenau e Capital. Tomou posse no cargo de desembargadora em 10 de março de 2017.

Desembargador Carlos Alberto Civinski - Natural de Brusque. Ingressou na magistratura catarinense em 1988, como juiz substituto, atuando nas comarcas de Abelardo Luz, Xanxerê, São Lourenço d'Oeste, Brusque, Gaspar, Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau e Dionísio Cerqueira. Em 1990 foi promovido a juiz de direito, atuando nas comarcas de São Domingos, Santa Cecília, Campos Novos, Curitibanos, Blumenau e Brusque. Em 2012, tomou posse como desembargador.

Desembargador Rubens Schulz - Natural de Joinville. Ingressou na magistratura catarinense em 1º de abril de 1992, com lotação na comarca da Capital. Em 16 de maio de 1994 foi promovido ao cargo de juiz de direito, e atuou nas comarcas de São José do Cedro, Xanxerê e Blumenau. No ano de 2013 passou a exercer a função de juiz de 2º grau deste Tribunal. Sua posse como desembargador ocorreu em 10 de março de 2017.

Desembargador Sérgio Rizelo - Natural de Concórdia. Tomou posse no cargo de promotor de justiça em 1985. Em sua carreira no Ministério Público, passou pelas comarcas de Concórdia, Ponte Serrada, Palmitos, Videira, Chapecó e Capital. Foi promovido ao cargo de procurador de justiça em 1997. Foi nomeado ao cargo de desembargador e tomou posse em 15 de março de 2013.

Desembargador Luiz Felipe Siegert Schuch - Natural de Porto Alegre (RS). Iniciou a carreira na magistratura como juiz substituto em 1993, e atuou nas comarcas da Capital, Imaruí, Caçador, Curitibanos, Blumenau, Lages e Balneário Camboriú. Tomou posse no cargo de desembargador em 23 de agosto de 2019.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.