Voltar

Relatório resgata as ações e resultados dos 100 primeiros dias da atual gestão do PJSC

A aproximação das comarcas e o investimento em inovação e projetos diversificados, além da valorização dos servidores e da manutenção do diálogo, são princípios consolidados pela gestão do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) nos primeiros 100 dias desde a posse do desembargador Ricardo Roesler na Presidência, completados no último mês de maio. Somado à missão de proporcionar a melhor prestação jurisdicional ao cidadão catarinense, a atual administração também assumiu o desafio de minimizar os impactos da atual pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no âmbito do Judiciário.

Com o compromisso prioritário de preservar a saúde de colaboradores e jurisdicionados, novas ações foram colocadas em prática, garantindo a continuidade dos serviços com excelência e resultados positivos nos mais variados indicadores. Parte desse trabalho está representada nos oito capítulos do Relatório 100 Dias da Gestão 2020/2022, que pode ser conferido nesta página especial.

Entre os destaques estão as ações adotadas no gerenciamento da pandemia, antes e após a suspensão das atividades presenciais. A partir da criação do Gabinete de Acompanhamento da Situação da Covid-19, medidas de prevenção e solução foram colocadas em prática, sempre em sintonia com os demais atores do sistema judicial, bem como em harmonia com a política emergencial desenhada pelo Governo do Estado.

O roteiro de visitas da Presidência às comarcas do Estado também é resgatado no relatório, com registros das passagens do desembargador Ricardo Roesler e seus auxiliares em unidades da Capital, das regiões Norte, Planalto Norte, Oeste e Extremo Oeste. Outro destaque dos 100 primeiros dias é a consolidação do sistema eproc como a principal ferramenta digital do Judiciário catarinense: a aprovação pela comunidade jurídica é denotada pelos mais de 31 mil advogados e procuradores usuários cotidianos da ferramenta.

O relatório ainda apresenta uma diversificada frente de projetos recém-iniciados, ou que já estavam em andamento e tiveram sequência no período, a partir de soluções criativas de atuação em home office. Os indicadores do Judiciário catarinense ganham espaço na recapitulação dos 100 dias: além dos dados coletados e estruturados para apoiar as ações de enfrentamento à pandemia, as informações dão sustentação à gestão organizacional, com números atualizados e on-line sobre a prestação jurisdicional, como distribuição, julgamentos, acervo e processos concluídos e baixados.

As pessoas que fazem o Judiciário acontecer também são parte fundamental do relatório, representadas nos depoimentos de magistrados e servidores que expressam seus sentimentos de realização e pertencimento à instituição. A mensagem do desembargador Ricardo Roesler, claro, completa o relatório em vídeo na "Palavra do Presidente". "Tem sido um grande desafio para cada um de nós, mas os resultados do trabalho realizado nesses 100 dias são animadores e mostram que estamos no caminho certo. Continuamos produtivos, mantendo nossos indicadores em níveis de excelência, inclusive com incrementos significativos. Com exemplos diários de superação e criatividade, garantimos que o Judiciário catarinense permaneça em posição de vanguarda, cada vez mais próximo do cidadão", destaca o presidente.

Acesse o relatório dos primeiros 100 dias da atual gestão do PJSC

Assista o vídeo com a manifestação do presidente do PJSC, desembargador Ricardo Roesler

Ouça a entrevista com o presidente do PJSC, desembargador Ricardo Roesler

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.