Voltar

Videoconferências avançam pelo Estado e se tornam aliadas na aproximação das comarcas

Próximo de completar 100 dias que as comarcas catarinenses estão sem atendimento presencial ao público, as atividades e procedimentos continuam sendo realizados normalmente pelos servidores e magistrados, agora em sistema home office. Como forma de agilizar as atividades, videoconferências estão sendo realizadas para interligar servidores das comarcas e diretores do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Nesta semana, algumas reuniões, por meio virtual, foram realizadas nas comarcas localizadas na região Norte catarinense.

Na opinião do chefe de secretaria da comarca de São Francisco do Sul, Sérgio Sebastião Kutscher de Oliveira, a videoconferência é um canal de comunicação muito importante e interessante, principalmente para quem realiza o atendimento em 1º grau. "Acredito que esta proximidade traz mais confiança e vem reforçar o apoio às comarcas. Avalio esta interação como muito positiva. Na oportunidade da videoconferência, nesta semana, pudemos sanar várias dúvidas e fazer muitos questionamentos. As videoconferências tornaram-se um canal supereficiente, rápido e importante", destaca o chefe. Ele acrescenta dizendo que esta maior interação entre as comarcas e o TJ iniciou com a visita presencial do presidente Ricardo Roesler ao fórum local, no início de sua gestão.

O diretor de Gestão de Pessoas do TJSC, Rafael Giorgio Ferri, comemora os avanços alcançados por meio das videoconferências entre o Tribunal e as comarcas. "Estes encontros virtuais têm propiciado uma troca de experiências singular sobre trabalho não presencial e saúde, de forma prática e econômica. Todos estão sendo ouvidos e as informações coletadas já fazem parte de um rico material que irá nortear novas perspectivas de trabalho para nossos servidores, com ênfase na qualidade de vida. Afinal, descobrimos que é plenamente possível atuar de forma remota com eficiência, alto desempenho e motivação", relata.

Com a pandemia do coronavírus, todos tiveram que adaptar suas rotinas. Por causa da prevenção, a tecnologia vem se firmando como uma grande aliada na resolução das questões do dia a dia das comarcas. "Esta alternativa virtual mostra o comprometimento e a responsabilidade do TJSC quanto ao investimento em tecnologia, desde a presidência até os servidores da área de TI, gerando economia de tempo e de gastos, que é o que se almeja em qualquer gestão pública", frisa o assessor do gabinete da 2ª Vara Cível da comarca de São Francisco do Sul, Ricardo do Valle Dias.

Outra aprovação do sistema de videoconferência do TJSC foi citada pelo servidor da comarca de Papanduva Anderson Martins dos Santos, quanto à proximidade e agilidade nos processos judiciais. "O receio pelo uso de novas tecnologias no nosso trabalho é muito maior que em outros ambientes de nossa vida. Mas videoconferências como estas realizadas pelo TJSC ajudam a humanizar essa tecnologia, que veio para ficar", expõe.

Os investimentos na área da engenharia também são alguns dos temas das conversas por meio das videoconferências. O diretor de Engenharia e Arquitetura do TJSC, Everton William Tischer, explica que "apesar do prejuízo de não conseguirmos realizar análises mais apuradas sobre os aspectos físicos da edificação, as orientações e esclarecimentos repassados aos chefes de secretaria têm se mostrado uma ferramenta potente no auxílio às questões que envolvem a Diretoria de Engenharia e Arquitetura", informa o diretor. Ele complementa explicando que as principais demandas das comarcas em relação à estrutura predial envolvem a utilização dos contratos vigentes de manutenção predial, as adequações e melhorias possíveis de serem implantadas nas edificações e a previsão de obras para a comarca (PPA 2020-2023).

A chefe de secretaria da comarca de Guaramirim, Cristine Mason Machado Koerich Fernandes, também avalia como positivo esse avanço tecnológico. "Aproveitamos para tirar dúvidas sobre como administrar questões de saúde e pessoais neste momento extraordinário que passamos por conta da pandemia. Também debatemos sobre possibilidades e soluções para pôr em prática quando houver retorno gradual das atividades presenciais", destaca a chefe. Na videoconferência, participaram também servidores da 1ª Vara (Sandra Maria Weber e Daiane Freitag Rocha) e da 2ª Vara (Isabel Cristina Roza).

"Como assistente social, fico satisfeita em saber que o TJ está pensando na modernização do processo de trabalho, adaptando práticas, sem desconsiderar a categoria e as peculiaridades de cada comarca, favorecendo o bem-estar dos servidores sem deixar de prestar um serviço de qualidade aos jurisdicionados. Avalio nossa reunião como extremamente valiosa e esclarecedora. Alegra-nos muito essa proximidade com o TJSC. Sentimo-nos ouvidos e valorizados. O momento atual é de grandes desafios, mas tem nos apresentado grandes oportunidades também", salienta a assistente social da comarca de Jaraguá do Sul, Priscila Larratea Goyeneche.

A servidora vinculada à DGP (equipe do teletrabalho) Danielle Cristina Novack, argumenta: "Além da rica integração e troca de informações qualificadas, ouvir nossos colegas neste momento ímpar revela-se ferramenta valiosa para traçar e impulsionar rumos inovadores quanto à forma de trabalho não presencial, especialmente a implementação do teletrabalho parcial, referida pelos servidores como medida positiva para elevação do desempenho e da qualidade de vida".

Na avaliação do oficial de gabinete da Presidência do TJSC, Cleon Bassani Ribas, esta tecnologia das videoconferências veio para ficar, tendo a finalidade de encurtar distâncias. "Descobrimos com certo atraso a ferramenta de videoconferência. Se por um lado a visita presencial aproxima pelo contato, a videoconferência permite multiplicar as possibilidades. Ganhamos em tempo, em dinâmica e em alcance. E o mais importante, inauguramos efetivamente uma transição cultural, que invariavelmente deverá mudar nossa relação com o trabalho", enaltece.

Imagens: Divulgação/Comarcas
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

Copiar o link desta notícia.