Dicas financeiras
null Como planejar a compra de um veículo?

A compra de um automóvel é um desejo de grande parte dos brasileiros. Entre os servidores públicos não é diferente e ainda conta com o fácil acesso a financiamentos em razão da estabilidade salarial, vista por bancos como boa garantia de pagamento.

No entanto, o intuito de nosso Programa de Educação Financeira é contribuir para que você possa valorizar o seu dinheiro e ter hábitos de consumo mais inteligentes. No caso, a ideia é planejar a compra de um veículo e assim usar os juros ao seu favor, fazendo com que o dinheiro trabalhe para você - e não o contrário.

Para iniciarmos o nosso planejamento, é fundamental definir qual veículo deseja comprar. E esta já é uma decisão muito importante. É necessário pensar nos custos de manutenção do automóvel, consumo de combustível, depreciação do veículo e se ele vai atender as suas necessidades e de sua família. Se você faz longas viagens de carro, procure saber qual o consumo dele em rodovias de alta velocidade. Procure saber também - no caso de carro 0km - quantas revisões são necessárias para não perder a garantia e o valor de cada uma. Converse com seus familiares e identifique por quanto tempo esse veículo vai atender suas necessidades. Pesquise a depreciação da marca e do modelo escolhido num período de cinco anos após a saída da concessionaria (tempo ideal para venda com maior custo-benefício segundo especialistas).

A partir dessas informações é possível definir com segurança o carro que se adequa às suas necessidades. Evite decidir por impulso ou com base na emoção. É comum surgir a vontade de comprar o modelo dos sonhos sem considerar os requisitos aqui sugeridos. Mas ao desconsiderá-los você provavelmente gastará dinheiro desnecessariamente.

Se depois das dicas aqui apresentadas ainda houver o interesse ou a necessidade de realizar a compra financiada, é importante comparar taxas e parcelas oferecidas para o financiamento com as de um empréstimo consignado com o mesmo montante financiado. Neste caso, você terá oportunidade de se beneficiar de taxas atrativas para servidores públicos e a liberdade para negociar descontos para pagamento do veículo à vista. E o veículo não ficará alienado à instituição credora.

Voltando ao planejamento, antes de detalharmos os pontos importantes de um bom plano, vamos verificar o impacto da compra de um automóvel financiando e sem planejamento. Tomamos como exemplo a aquisição de um veículo no valor de R$ 60.000,00, com valor de entrada de 20%, ou seja, R$ 12.000,00. Para os R$ 48.000,00 restantes a opção será a de um financiamento ou empréstimo consignado em 48 parcelas. Mas as parcelas não serão de R$ 1.000,00 cada uma, pois ainda precisamos considerar os juros. Sob uma taxa de 0,98% ao mês, pagaremos 48 parcelas de R$ 1.258,38. Assim, ao final dessa operação, pagaremos, somente de juros, o valor de R$ 12.402,24, equivalente a mais de 25% do valor financiado. Mas não é isso que queremos, certo? Estamos aqui para planejar uma compra. Então vamos lá!

Necessitamos de três informações relevantes para elaborar um bom plano de compra. São elas:

  1. O valor do veículo;
  2. Quanto de dinheiro você já tem disponível; e
  3. Quanto tempo você aceita esperar para comprar o veículo.

Para facilitar a comparação, vamos utilizar valores de nosso exemplo: valor do veículo de R$ 60.000,00 e um montante inicial de R$ 12.000,00. Por mais longínqua que possa parecer a espera, buscando demonstrar a diferença de financiar e de planejar a compra de um automóvel, vamos definir uma disposição de esperar até quatro anos para efetuar a compra.

Assim, fazendo os cálculos com estes valores e a decisão de aguardar 48 meses para a compra do veículo, se considerarmos uma aplicação com 0,75% de rendimento ao mês, o valor mensal a ser guardado é de R$744,48. Sim! É uma diferença de R$ 513,75 todo mês. Este dinheiro "extra" pode ser investido em outros sonhos ou necessidades, como por exemplo uma viagem em família ou a economia para a faculdade dos filhos. Cabe destacar que não foi considerada a correção monetária. Logo, todo mês o valor poupado deve ser corrigido pelo índice de inflação do mês.

Após esse comparativo, podemos afirmar que guardar dinheiro para adquirir um veículo é uma excelente opção, pois os rendimentos estarão trabalhando para você e não o contrário (você trabalhando para pagar os juros).

E ainda temos outra opção interessante: antecipar a aquisição guardando mensalmente o valor da parcela do financiamento. Isso quer dizer que - em nosso exemplo - você pode adquirir o mesmo automóvel em 32 meses se guardar mensalmente o valor de R$1.258,38, equivalente à parcela do financiamento.

Os cálculos pareceram complexos? Não tem problema! Para ajudá-lo, preparamos uma planilha que permite realizar estes cálculos comparativos para a compra do seu veículo. Nela você poderá calcular o valor da parcela do financiamento, e, caso decida se planejar para a compra, quanto precisa poupar mensalmente ou em quantos meses conseguirá antecipar a aquisição.

Elaboração
Equipe do Programa de Educação Financeira